{b

sábado, 10 de janeiro de 2009

Amores eternos

Todos os beijos que ganhei
comigo guardei
E os homens que eu amei,
bem...
Eu não os amei
Na verdade,
Sempre os amarei!

E foram tão poucos
que os contei
Mas a cada um eu dei
meu corpo e meus dias
a pele que ardia
meus segredos
e meus medos
minhas fantasias

Meus amores são eternos
e guardo-os todos
como se poemas fossem
escritos em pergaminhos
à tinta rubra e quente
das noites ardentes
seladas em beijos
as vezes ternos
as vezes ávidos
das nossas loucuras,
paixão e candura

Entre os homens que amei
há um que guardo nas memórias
do amor primeiro
há um que guardo nos filhos
que geramos
há um que guardo na pele
com seu toque e seu cheiro
e há um que guardo na alma
eternizado pela ausência,
porque quem mil vezes morri
e outras mil, morreria
para viver outra vez...

(Menina do Rio)


49 Comments:

Daniel Costa said...

Menina do Rio

Mais uma vez, um dos teus bons poemas! Bonito mesmo, no entanto parece, deixar no fim um certo sabor amargo.
Seja como fôr gosto das tua poéticas.
Beijo,
Daniel

Bill Stein Husenbar said...

Menina do Rio,

Esse poema é sem dúvida uma das maiores verdades da vida. Guardamos eternamente os amores e os beijos.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Menina do Rio said...

Oi Daniel, não é amargo; é saudosismo mesmo! Valeu a observação. Beijos

Betty Branco Martins said...

._______minha querida






como é lindo




.o teu poema





___________verdadeiro





cada amor





em nós




.é________eterno











beijO______ternO
bFsemana

O Sibarita said...

Moça! kkk É isso memso! Tem que guardar os amores sim, tá falado! kkk

Tô guardado, tô? Não me diga! Mísericordia Deus! kkkkkkkkkkkkk

Oi que Bom! kkkkkkkkkkkkkkkk

bjs
O Sibarita

Véu de Maya said...

Menina do Rio!

Profundo como o mar...E belo como o amor verdadeiro e puro.Comovente teu poema estrelar...poesia pura.

um abraço carinhoso pra vc

Anônimo said...

EspelhoSentido disse...
Boas tardes! É com imenso prazer que vos convido a fazer parte do meu novo projecto aqui na blogosfera.

O objectivo é criar uma comunidade de bloguistas interessados em escrita, que estejam dispostos a partilhar textos e a participar, futuramente, em outros trabalhos relacionados. É um espaço livre, que partirá dos interesses pessoais/literários de cada um.

Se te mostrares interessado, segue este link:
http://espelhosentido.blogspot.com

Informa-te das condições, pede o cartão e torna-te sócio!

O espaço foi aberto hoje ao público, para ti, para vocês, para todos nós.
Espero contar contigo!

26 de Novembro de 2008 18:07

Papoila said...

Querida Manina:
Um poema que me encantou pela sua profundidade e beleza. Cada amor é eterno... mas aquele que guardamos na alma por quem mil vezes morremos tatua-nos esse amor sem fim...
Lindo!
Beijos

BlueVelvet said...

Que beleza de poema.
Aqui reúnes o 1º amor que nunca se esquece, o pai dos filhos e um outro, quem sabe o mais amado.
Todos importantes na nossa vida.
Amei.
Beijinhos e bom domingo

Gilbamar said...

Minha amiga Menina seu lindo poema trouxe-me recordações tantas de amores que já tive, de mulheres que foram e passaram em minha vida ao sabor do tempo. Enterneceu-me sobremaneira a sua poesia.

Fraternal abraço do amigo Gilbamar, agora seu seguidor.

Moura ao Luar said...

Olá querida, saudades do teu canto. Beijo

Anônimo said...

Oi Nina, tudo bem?
Obrigada por ires aparecendo no meu cantinho, pelo teu carinho...
Este poema está divinal! Cheio de verdades... Não devemos esquecer as pessoas que um dia fizeram parte das nossas vidas...
Beijinhos e Fica Bem!!!!!

Everson Russo said...

O verdadeiro amor é eterno, se ele existir, ele resiste a tudo, a tudo perdoa e está pronto sempre pra recomeçar, dificil é encontrar esse amor....grande beijo em sua alma poetica e uma maravilhosa semana pra voce...

Agulheta said...

Querida amiga!podemos amar muitas vezes e morer de amor,mas sempre haverá um que deixa as marcas na pele nos desejos,no cheiro, e em pequenas palavras e gestos que jamais deixaremos que se apagem as memórias.
Beijinho e paz no teu coração.

Lisa

Jaqueline Sales said...

De repente deu vontade de um abraço.
Uma vontade de entrelaço, de proximidade, de amizade, sei lá...
Talvez um aconchego que enfatize a vida e amenize as dores...
Que fale sobre os amores, que seja teimoso e ao mesmo tempo forte.
Deu vontade de poder rever, saudade de um abraço.
Um abraço que eternize o tempo e preencha todo espaço, mas que faça lembrar do carinho, que surge devagarinho da magia da união dos corpos, das auras..sei lá...
Lembrar do calor das mãos acariciando as costas a dizer: "estou aqui."
Lembrar do trançar dos braços envolventes e seguros afirmando: "estou com você"...
Lembrar da transfusão de forças com a suavidade do momento...sei lá...
abraço...abraço...abraço...
abraço...abraço..abraço...
abraço...abraço...abraço...
O que importa é a magia deste abraço!
A fusão de energia que harmoniza, integra tudo, e que se traduz no cosmo, no tempo e no espaço.
Só sei que agora deu vontade desse abraço!
Que afaste toda e qualquer angústia.
Que desperte a lágrima da alegria e acalme o coração...
Que traduza a amizade, o amor e a emoção.
E para um abraço assim só pude pensar em você...
Nessa sua energia, nessa sua sensibilidade que sabe entender o por quê dessa vontade desse abraço.

Vinicius de Moraes,
Abraço

..mas aqui, quem vos deixou essa pérola, sou eu, a Loba.

Um Poema said...

....

A intensidade desse amor primeiro expressa com paixão e saudade neste desabafo em poema.
Lindo!

.....

Amiga, na verdade não posso dizer que fui ao Rio, mas tão só que passei pelo Rio em escala para Manaus. Só quando soube que teria que fazer escala aí, pensei que seria uma boa ocasião para te conhecer, simplesmente não tinha como te contactar. Ficará para uma próxima.

....

Um abraço

Maria Clarinda said...

Com pçoemas cada dia mais lindos!!!
Lindo este Menina linda!!!!
Jinhos mil

Secreta said...

O Amor não é Amor , se não for eterno.
Beijito.

O Árabe said...

Lindo... e verdadeiro! :) Boa semana, amiga.

Emanuela said...

Adorei conhecer teu espaço! Levo teu link.
Beijos

amordemadrugada said...

How i love you!!!
Tão bonito este poema ...e esta musica maravilhosa! Apetece-me chorar amiga minha!
Deixo te um abraço mt apertado ...na Madrugada

Menina do Rio said...

Anonimo (2),
Não consegui indentificar-te...

Beijos

Antonio saramago said...

E a mim? Não me dás um beijo? Eu também te amo muito!

DE-PROPOSITO said...

à tinta rubra e quente
das noites ardentes
--------------
A doce recordação de momentos ternurentos.
Fica bem.
E a felicidade juntinho de ti.
Manuel

Pico minha ilha said...

Sempre guardaremos nossos beijos e nossos amores.Beijinhos

Maria said...

Os amores são todos diferentes, mas todos amores... que nos ficam debaixo da pele.
Belíssimo poema!

Beijos

Nilson Barcelli said...

Um amor íntegro e total. Sem reservas e esquecimentos úteis...
"por quem mil vezes morri
e outras mil, morreria
para viver outra vez..."
O amor de uma vida, o maior.
Belíssimo poema, gostei imenso cara amiga.
Beijo.

Véu de Maya said...

Menina do Rio!

Passei pra ver as novidades...
te deixo um beijo e levo inspiração
poética...pq aprecio muito a tua poesia amorosa...

Véu de Maya.

FERNANDA & POEMAS said...

QUERIDA VERÓNICA, BELÍSSIMO POEMA... ONDE MOSTRAS TODO O TEU SENTIR... GOSTEI AMIGA!!!
QUE A TUA VIDA SEJA UM VERDADEIRO OÁSIS, DE AMOR... UM GRANDE ABRAÇO DE TERNURA E CARINHO Á GRANDE MULHER QUE TU ÉS... fICA COM DEUS, QUE ELE SEMPRE TE PROTEJA...
FERNANDINHA

Um Poema said...

....

E os contactos facilitam mesmo. Fico à espera.

Um abraço

São said...

Belíssimo poema, amiga, belíssimo mesmo!
E há sempre alguém que nos resta mais fundo, não é?
Um abraço solidário!

ana p roque said...

Olá Verô,
Parabéns por mais um belo poema.
Atribui-te o Prémio Dardos,
se quiseres aceitar,vai ao meu blog,
copiar o selo,depois escolhes mais 15 blog's amigos.

Beijinhos
aPr

Isabel said...

Lindo, lindo, lindo,...
Só mostra a mulher fantástica que és.
Gosto muito de ti, amiga

Beijinho

Zeze said...

Olá Amiga

Bem estou de Boca Aberta ao ler este teu Poema, não é por nada mas foi o que mais gostei até hoje de ler, talvez por também me identificar muito com ele.
Parabéns
Beijoka

utopia das palavras said...

Lindo poema Verô!
O amor é assim mesmo
de tantas cores
de tantas intensidades
de tantas verdades
mas sempre...
eternamente amor!

Adorei!!!!
Beijo grande, amiga

Hermínia Nadais said...

Amar é morrer para si e viver para a pessoa amada! Gostei! Seja feliz.
Beijo

Dias said...

Tributozão, ao Amor e ao homem, escrito com a mestria da rima que tanto tens.

Parabéns Menina.

Em 2009, apanhei-me a questionar-me se realmente ainda amo as mulheres da minha vida... um dia talvez o perceba (ou admita)

Um abraço grande cheio de beijos pelo meio, o primeiro de 09

Fica muito bem minha querida, espero que, sempre VIVA

Mario Rodrigues said...

Olá amiguinha.
Bateu a saudade?
Amor eterno. Lindo. Adorei.

Um lindo fim de semana

Bjinho amigo

Mário Rodrigues

amordemadrugada said...

Bom fim de semana my dear

ui... love this song

makes me think

beijito em tu

Pena said...

Uma "confidente" verdade de amor sentida. Linda.
Registei com encanto. Uma seriedade de enaltecer e louvar.
Bem-Haja, amiga enorme!
Beijinhos de imenso respeito e admiração.

pena

O Sibarita said...

Ô fia que mal lhe pergunte, você vitou baiana foi? kkkkk

Tá com preguiça de postar! kkkkkk

bjs
O Sibarita

Goldfinger said...

Menina do Rio

Há cinco anos atrás escrevi um poema a minha mulher que intitulei de AMOR ETERNO.

Ela guarda-o religiosamente, eu sei-o de cor. Basta fechar os olhos.

Um bom domingo e um abraço de cá.

GOLDFINGER

Alice Matos said...

Que lindo poema, Menina...
Sinto como tu... amores não morrem na nossa memória... e, o mais engraçado, são compatíveis com a presença uns dos outros, na nossa vida...

Beijo gigante para ti...

João JR said...

Querida...intenso e belo poema é este teu! adorei:))))
quanto ao meu onde escreveste estas mesmas palavras n sei o q aconteceu com a postagem...n consegui arranjar, tive q o postar num outro blog meu...o "Desafios" onde aguardo então a tua visita amiga, pois nem o teu comentario deixou publicar:(
Beijo grande e nunca deixes de escrever:)))

Sol da meia noite said...

Verdades guardadas...

Gostei de ler.


Beijinho com carinho e uma semana linda...
:-)

C Valente said...

Saudações amigas

Mário Margaride said...

Querida amiga,
Depois de algum tempo de "repouso", voltei com um novo espaço.

Gostava que desses uma olhadela, tenho a ceteza que vais gostar.

Beijinho

Mário

Helena Paixão said...

No último trecho:

"e há um que guardo na alma
eternizado pela ausência,
porque quem mil vezes morri
e outras mil, morreria
para viver outra vez..."

- que força!! Com que facilidade expressas sentimentos tão fortes e de uma forma tão criativa.

Bjinhos

Paulo Tamburro said...

AMOR ETERNO? O DE DEUS!