{b

sábado, 2 de maio de 2009

Abril negro


Vai-te abril negro. Vai-te!
Venci-te!
Ultrapassei teus dias pesados e tortuosos,
teus caminhos de cactos,
tuas elevações e teus precipícios.
Rompi teus vales e encostas,
sobrevivi aos teus temporais,
cavei-te a terra
com as mãos que ainda me sangram.
E plantei-te a semente
no teu mais profundo ventre,
adubei-a com tuas folhas mortas,
teus humus e teus estrumes.
Bebi da tua água imunda, respirei fundo
e aguardei a morte - da vida;
pois a semente já estava no teu seio.
Mas findou teu tempo e a morte não me veio,
e a ti, findaram-se os dias.
Visto-me de negro e te choro
porque até mesmo o que nos fere,
nos deixa o vazio e, de negro,
recolho-me à semente nas tuas entranhas
até que finde o inverno.
Hei de renascer na primavera,
banhar-me ao sol
e expandir-me em verdes
que ao vento se entregam numa
doce carícia até que voltes
para levar-me as folhas,
mas serei árvore
e me recomporei
a cada estação.

Menina do Rio®


Aos meus amigos peço perdão pela ausência,
mas estes últimos dias foram só de trabalho.
Aos poucos vou colocando as visitas em dia.
Assim espero...
Um beijo

50 Comments:

elvira carvalho said...

Dá vontade de perguntar: Porquê que Abril foi tão negro e tétrico? Por cá hoje é dia das mães. Aí penso que seja para a semana. De qualquer modo um dia feliz.
Abraço

Cleo said...

Ainda bem seres árvore, folhas caem, outras vem, tronco e raízes firmes, assim se faz a vida.
Sucesso pro teu livro e prá ti.
Beijos com carinho
Cleo

impulsos said...

Menina
gostamos de te ver de volta, ainda mais com esse sorriso que te adivinho no rosto, será fruto de uma sementinha que lançaste no ventre da esperança e da qual ha-de renascer um sonho?
...
Tenho para mim que sim!

Muito bonito o teu poema e que a gestação desse teu livro decorra tão bem como o desejas para que nasça lindo e forte como a sua progenitora.

Beijinho

Maria said...

Sei que lançar um livro dá muito trabalho...
Desejo o maior sucesso para o teu. Estarei atenta, aqui...

Beijo, Verô.

Philip Rangel said...

Os seres omo uma arvore sempre amadurecendo ne...
outros continuaram verdes..esses irao sofrer pq mesmo qrendo os anos passam e ficam velhos...

muito bom mesmo...

bjao

Papoila said...

Menina:
Grata pela visita.
Vivi Abril de cravos vermelhos que gritam LIBERDADE!
Maio chegou solarengo e hoje deixo aqui uma rosa vermelha para comemorar o Dia da Mãe1
Beijos

Pena said...

Linda Amiga:
Que a Primavera do seu extraordinário sentir renasça eternamente.
NOTÁVEL poesia de sonho.
Tem uma sensibilidade linda.
Com respeito e agradecido pela visita que adorei.
Com imenso respeito pelo seu gigante versejar ímpar.
Beijinhos amigos de pasmo

pena

OBRIGADO pela simpática visita.
Que o seu Livro seja um retundante êxito. Merece.
Bem-Haja, doce amiguinha.

mundo azul said...

___________________________


Que bom saber que está tão bem ao passar do Mês!


Belo poema, minha amiga...


Beijos no coração!

Zélia

_________________________________

tulipa said...

Desejo-lhe muito sucesso para o lançamento do seu livro.
Estive a semana passada no Porto - 4 dias.

Por aqui,
dia 1 foi o 1º aniversário do meu "Momentos Perfeitos"
e
HOJE é "Dia da Mãe".

Já sou Mãe 2 vezes, ou 3 vezes, 1 filho e 2 netos, mas...até este momento ninguém se lembrou de mim, mais logo vou "buscar" um pouco de miminho através dos beijos e abraços dos meus netos, é o que vai fazendo EU ter "Momentos" de alguma Felicidade.

Beijinhos de amizade.

Agulheta said...

Querida amiga.Nos dá conta que Abril foi negro? penso ser derivado,a tarefa do Livro! que seja um sucesso,vou ter em atenção.
Beijinho e felicidades.

Lena said...

"α νι∂α é υмα ρєçα ∂є тєαтяσ qυє иãσ ρєямιтє єиѕαισѕ...
ρσя ιѕѕσ, ¢αитє, яια, ∂αи¢є, νινα ιитєиѕαмєитє ¢α∂α мσмєитσ ∂є ѕυα νι∂α, αитєѕ qυє α ¢σятιиα ѕє fє¢нє є α ρєçα тєямιиє ѕєм αρℓαυѕσѕ..."


Beijooooo*

manuel marques said...

Havia uma lua de prata e sangue
em cada mão.

Era Abril.

Havia um vento
que empurrava o nosso olhar
e um momento de água clara a escorrer
pelo rosto de mães cansadas.

Era Abril
que descia aos tropeções
as ladeiras da cidade.

Abril
tingindo de perfume
os hospitais
e colando um verso branco em cada farda.

Era Abril
o mês imprescindível que trazia
um sonho de bagos de romã
e o ar
a saber a framboesas.

Abril
um mês de flores concretas
colocadas na espoleta do desejo
flores pesadas de seiva e cânticos azuis
um mês de flores
um dia
um mar de flores
um mês.

Havia barcos a voltar
de parte nenhuma
em Abril
e homens que escavavam a terra
em busca da vertical.

O nosso lar passou a ser a rua
nesse mês sem sono.

Era Abril
e eu soltei o sumo
da palavras
e vi
dicionários a voar
nesse mês
e mulheres que se despiam abraçando
a pele das oliveiras.

Era Abril
que veio
que ardeu
e que partiu.

Abril
que deixou sementes prateadas
germinando longamente
no olhar dos meninos por haver.


José Fanha, in "Tempo Azul"

Um grande beijo querida amiga.

nandokas said...

Olá,
E o teu Abril Negro foi, já é passado. Agora tens o teu Maio a florir com o teu livro.
Desta lado do Atlântico, o Abril é alegria... mas já teve mais alegria.
[e o teu poema é brutal e...lindo!]
Vou estar atento à saída do teu livro.
Beijos

Duarte said...

Para ti os maiores êxitos. Eu quero um, se não me podes vender comprarei quando for ao Porto.

Este Abril não foi um bom mês para mim, mas já estamos em Maio, veremos se tudo se vai arranjando.

Abraço-te comovido pelo que expressas.

Mário Margaride said...

Querida amiga

Há Abril negro, e florido. Todos os dias têm o seu lado escuro, e o seu explendor. Tal como a vida no seu todo, é um misto de tristeza e alegria.

Um excelente semana!

Uma excelente semana!

Beijinhos conjuntos de carinho, do Mário e da Rosana.

http://somesmotu.blogspot.com/ (UNIVERSO DAS PALAVRAS)
http://amordealemmar.blogspot.com/ (AMOR DE ALÉM MAR)

Poemas e Cotidiano said...

Veronica. Que lindo nome tens! Forte! Poderoso!
Entao o Outono esta cheio de flores? Como adoro o outono tambem, e principalmente aqui nos EUA quando as arvores parecem que sao pintadas a mao!
Um beijo carinhoso
MARY
PS: Parabens pelo seu livro!!!!!

Ana Martins said...

Um poema cheio de força, despedindo-se de um Abril negro, que por cá tem um Sol encantador.

Muito forte, e muito bom!

Beijinhos,
Ana Martins

GarçaReal said...

Obrigada pela tua visita e vim retribuir e desejar muito sucesso para o lançamento do teu livro e que ele se venha a tornar num best seller.

Felicidades e boa semana

bjgrande do Lago

Beatriz said...

Verô, minha linda amiga, doce menina do rio, estou tão feliz com a tua conquista! Bem mereces, meu anjo, a paz e a alegria que hoje sentes depois de passado o teu 'abril nebuloso'. Maio é o mês das noivas, mês das mães, e tu, mulher guerreira e determinada, noiva do amor e da paz, mãe de um 'filho' que está para nascer trazendo doces versos, lindos poemas, tudo prenhe de vida e amor, recheado de todos os sentimentos e emoções que tua capacidade soube adubar no mundo da verdadeira Poesia. Bem mereces tudo de bom que está te acontecendo e ainda vai acontecer em doses bem maiores, porque a Vida não te deu de 'mãos beijadas' isto que está a te acontecer, mas tu fostes buscar no mais íntimo de ti estas conquistas. Bem mereces, menina linda, Menina do Rio! Morasse eu aí no teu país e certamente estaria aí para te abraçar e comungar contigo toda essa felicidade no dia do lançamento, mas o faço de longe, com um carinho muito grande por ti!

O poema que agora postaste... tão perfeito!

Fica o sorriso de um lindo anjo a enfeitar os teus dias de espera, uma rosa azul para perfumar teus caminhos e um doce beijo meu nesse coração tão meigo e tão bonito.

lilás said...

Abril foi embora...agora chegou Maio,com um lindo poema!
menina de volta,esperemos.
Boa semana (de Maio).
Bjs

Zeze said...

Olá Amiga!
Parabéns!
Pelo seu livro editado aqui em Portugal! Isso agora é que é!

Beijoka

margusta said...

Querida Menina,

...agora passo só para te deixar uma beijoca grande!!!

Passo de novo para te ler ;)

Margusta

Meg said...

Menina do Rio,

Se Abril foi tão negro como diz o belíssimo poema, que Maio te traga o renascimento e a alegria...

Um beijo para ti

ps: também tenho estado ausente por motivos profissionais... turismo tem "picos"...

~*Rebeca e Jota Cê *~ said...

Menina linda,

Você se recompõe em cada poema... lindo!

Beijo grande e maravilhosa semana.

Rebeca

-

A.S. said...

Menina do Rio...

O Abril negro, foi pintado pelo Povo de vermelho, há 35 anos!... Pétalas de cravos vermelhos choveram dó céu trazendo vida e liberdade!

Beijos...

Amordemadrugada said...

Veronica linda! Abril já foi e eu digo...ainda bem...também|!
O sol já ilumina o meu caminho...As sombras vão lentamente desaparecendo do caminho que trilho...Ó Verão quente! Quanto te anseio!
Temos que falar kerida...sinto-te estranha!
besito em tua bonita alma

SAM said...

Amiga...Que beleza! E sabendo da tua fortaleza, tenho certeza que esta arvore frondosa que és está sempre florida e frutífera. Sucesso sempre querida! Te adoro!


Estava em Minas uaiiiiiiiiii rsrs. Beijão!

Multiolhares said...

Espero que esteja tudo a correr como queres, por vezes temos de fazer pequenas pausas, existe tanto na nossa vida para fazer e o tempo é parco
beijinhos

Oliver Pickwick said...

Magnífico, Sveronica! Um dos seus melhores.
Desejo muito sucesso para o seu livro.
Um beijo!

Beta de Santana said...

Olá Menina Veneno!
Que lindo poema, também gosto de escrever, mas ultimamente ando sem inspiração, meu muso se foi e tudo o que sai são lamurias, ai não dá né! Mas gostei de verdade de seu trabalho, boa sorte pra ti e boas inspirações.
Tenhas um lindo dia.
Paz e luz.
Beijokas, Beta de Santana

JC said...

Se o teu Abril foi negro. Maio e os meses seguites trazr-te-ão raios de sol e muita luz,para que a tua boa disposição e o teu coração sempre estejam alegres.
Beijinhos

Carla said...

também eu andei ausente..mas há sempre momentos para ussufruirmos de belas palavras...tristes, mas belas como as tuas
beijos

Véu de Maya said...

Que Força! que a leveza te embale de novo no seus toques de ternura...

beijinho,

Véu de Maya

Antonio saramago said...

Parece-me que tenho de te dar um tau-tau!!!!

Nilson Barcelli said...

Aqui, Abril já é Primavera... a troca de hemisférios põe as estações ao contrário... eu nunca escreveria este poema, tal como vc não escreveria o meu, que também fala da Primavera.
Mas gostei muito do seu poema, ainda que o seu Abril tenha sido negro... há meses assim, mas depois disso o seu Maio vai ser muito bom, tal como os meses seguintes.
Boa semana querida amiga, beijos.

Everson Russo said...

Todos os anos pra mim são Dezembros negros, saudades de vir aqui menina, tambem to numa correria danado por aqui,,,deixo meus carinhos e muitos beijos na sua alma e meu novo link....


www.olivrodosdiasdois.blogspot.com

UMA PAGINA PARA DOIS said...

Olha,
a palavra parada;
Luta,
por letras ocultas;
Ouça,
os versos internos
Solta,
a nudez poética;
Escreva-se,
poesia
ao menos um dia,
Seja.

(Maísa)

Desejo uma linda semana com muito amor, esperança e carinho.
Abraços.
Eduardo Poisl

rui said...

obrigada pela sua visita.... e seu comentário..... sobre o seu blog
bem é bonito e seus textos sao todos bons......nao é por acaso que vai editar um livro.......
muita sorte nas vendas...e tudo bom para Si::::::::
fique bem ..........
um beijo
Rui

Isa said...

Oi,Amiga.
Desejo sucesso,muito,para o seu livro.
Beijo.
isa.

1manview said...

Muito suave e bonita ...

lumadian said...

Um grande abraço de Lisboa.

poetaeusou . . . said...

*
e me recomporei . . .
,
nos ciclos da vida,
,
bom exito, amiga,
,
conchinhas de carinho, deixo,
,
*

zezinho said...

Vc faz falta em nossos coraçoes bjs querida!!!E que lindo poema.Abrs

Jaqueline Sales said...

Também estou com problemas de tempo, Ve, pois agora estou tentando resolver de vez os problemas relativos ao inventário da família.

Amada, antes do dia das mães, vim vê-la e deixar aqui as flores mais coloridas e perfumadas que, virtualmente,
também recebem o nome de amizade. Que seja um dia tão feliz quanto os demais, mas que haja mais alegria,
mais sorrisos, mais encontros e felicidade.

FELIZ DIA DAS MÃES!!

BeijUivoooooooooooosssssss da Loba

Beta de Santana said...

Olá menina!
É verdade, mesmo se perdendo o muso as inspirações vêm, mas são tristes cheias de dor.
Mas vamos em frente e viva o mundo poético!
Que seu dia seja lindo.
Beijokas, Beta de Santana

Sol da meia noite said...

Minha amiga, que importa se descemos à mais profunda escuridão, trilhando os mais tortuosos caminhos...?
Importa que tudo vencemos, afastando de nós esses tempos e lugares de dor.
Importa que nos reerguemos e fazemos dos nossos dias a espera da primavera, em que tudo renasce.
E renascemos!

Um fim de semana lindo, cheio de lindos e bons momentos :-):-)


Beijinho *

"Magzinha" said...

Amiga, eu vim desejar-te um dia das mães muito supimpa...saudades de tu! Um beijo no coração, muita luz pra ti.

Ana said...

Abril negro escrito de uma forma extraordinária neste belíssimo poema.
Abril para mim foi um mês lindo e muito claro, também foi mesmo já no fim do mês que nasceu a minha garota mais linda do Mundo (sou uma mãe galinha:-))
Jinhossssssssss

Zezinho said...

Feliz dia das maes meu amor,desculpe o atrasso mas ainda e tempo beijao nas filhotas!!!Toda paz todo amor toda a saude,sucesso em tua vida minha querida amiga!!!Ti adoro de montao bjs!!!

RosaMaría said...

Es bueno que haya trabajo en estos tiempos amiga... Una bella poesía, pobre abril, que mal lo tratas, pero seguramente él no te trajo buenos días a ti. Que el renacer de mayo te de mucha fuerza. Abrazote