{b

sábado, 28 de agosto de 2010

Circo


A vida é um grande circo
boas cenas de comédia
Com alguns dramalhões ao fundo
O palco, qualquer esquina
De qualquer lugar do mundo

Os olhos são refletores
Tem palhaços e platéias
E todos nós somos atores

E tem a mulher de bigode;
aquela, que nem "ele" pode

Tem a cobra, mulher gorda
domadores e leões
picadeiro, trapezista

O engolidor de fogo
E não falta quem assista
Quem és tu nesse jogo?
...

Eu sou a equilibrista...

(by Menina do Rio)

foto da net

17 Comments:

Fernando Santos (Chana) said...

Olá, como sempre belo poema...Espectacular....
A beleza é a única coisa preciosa na vida. É difícil encontrá-la - mas quem consegue descobre tudo
(Charles Chaplin)

Cumprimentos

Alma Inquieta said...

Olá,

passo para dizer-te que não saberia viver sem os meus amigos.
Para ti, que fazes parte deles, vai o meu carinho e o meu agradecimento em forma de palavras escritas no meu blog. A acompanhá-las há um presente feito especialmente para ti...
Visita o meu Estados de Alma e verás...

Um beijo.

Rodrigo Rocha said...

Olá passei para conhecer seu blog ele é not°10, muito maneiro com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom

Marcos Almeida said...

Nesse jogo eu sou o mágico a esconder a tristeza alheia em uma cartola e trasforma-la em uma alegria que tão cedo não vai embora.

Belas palavras, vim apenas visitar e adorei o blog. Voltarei mais vezes.

Abraços do menino em fragmentos.

Dilean de Bragança said...

Querida menina!
Que saudades!!!

Andei atravessando alguns desertos, cá estou de volta me deliciando em sua doces palavras.

Espero que td esja maravilhosamente bem!

MEU CARINHO E AFETO SEMPRE.


Bjus meus

São said...

Um belo poema, claro.
Um abraço saudoso.

Anônimo said...

excellent points and the details are more specific than somewhere else, thanks.

- Murk

MentesSueltas said...

Dejo mi abrazo... con el cariño de siempre.


MentesSueltas

elvira carvalho said...

É Menina, a vida é mesmo um grande circo, mas cá deste lado do oceano, já deixamos de ser meros espectadores. Estamos todos armados em palhaços, chorando e rindo com as desgraças que os politicos fazem.
Um abraço

Ana Martins said...

Há muito que não vinha aqui, penitencio-me por isso, nem sei como me perdi de você.
Lindo poema, grande sensibilidade!

Beijinhos,
Ana Martins

Ventura said...

Olá Verónica!!! Continuas a deslumbrar-nos com os teus belos poemas... da minha parte obrigado por isso, passei para te informar também que alterei o Link do meu blogue que agora é

http://omeumundopv.blogspot.com/

Neste momento tenho o Blogue em "Privado" pois estou a reflectir sobre umas coisas que escrevi, mas logo logo estará de novo On-Line.

Com o desejo de uma boa semana para ti e todos os teus
Beijos ;)

Anônimo said...

Belíssimo poema, arejado pleno de humor fino em tom quase "naif". Eu também sou o "equilibrista", que remédio. Abraço do lado de cá do Atlântico.

Vieira Calado said...

Olá, amiga!

Passei para ver as novidades

e desejar bom fim de semana.

Beijinhosss

C Valente said...

Gostei e deixo as saudações amigas com votos de bom fim de semana

Hermínia Nadais said...

Todos somos artistas neste mundo que é belo... os homens... às vezes... é que lhe estragam a beleza

alcioneamarante said...

Lindos poemas adorei !!

divertimos said...

Que linda foto..