{b

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

De frente pro mar

Como folhas leves de um final de outono
brisa suave, teus lábios a beijar
voz a cantar cantigas de abandono
na tarde brejeira de frente pro mar

E de frente pro mar me vejo à espera
de ver teu sorriso a dizer-me: Voltei!
Voltei como as flores de uma primavera
voltei para os braços que um dia deixei

A cantar doce, a cantar prantos
cantarei um canto sonoro e triste
e a alma entoa nessa voz que existe

Ah, quanta saudade, doce encanto!
partistes como folhas que soltas ao relento
espalham o sal de teus beijos ao vento

Menina do Rio®


71 Comments:

Ana Martins said...

Que lindo e triste soneto Verónica, adorei!

Beijinhos,
Ana Martins

SAM said...

Lindo minha querida. Embora um canto de desalento. Mas lindo e suave versos, como sempre.


Carinhoso beijo!

FOTOS-SUSY said...

OLA VERONICA, EXCELENTE SONETO, MAS UM POCO TRISTE..
QUE TENHAS UM FINAL DE SEMANA FELIZ...
BEIJOS

SUSY

ana p roque said...

Oi Verô,como sempre,bela a tua poesia.
Estás nostalgica? :)
Não sabia que também eras fã da Gaivota :)

Beijo.

PEDRO said...

olá querida, vim para te dizer que depois de tantas tentativas resolvi dar continuidade as postagens.
Passa lá quando você quiser para dá sua opinião, seu elogio, crítica ou sugestão.
Beijos.

Daniel Costa said...

Verónica

Como sempre gosta-se dos teus poema bem estruturados e de profunda imaginação, onde o mar se apresenta como uma esperança.

Sobre musas, não tive dúvidas em deixar ao Roderiko a morada do blog. Não há dúvida que andando na onda de homenagear a mulher, é disso que se trata, a amiga Renata para mim é fonte inspiração.
Beijos,
Daniel

Alma inquieta said...

A cantar doce, a cantar prantos
cantarei um canto sonoro e triste
e a alma entoa nessa voz que existe...

triste?..., talvez!..., mas MUITO LINDO!

beijos

Fernando Santos (Chana) said...

Olá Verónica, belo soneto...Espectacular....
Beijos

Maria said...

Belíssimo soneto que me fez lembrar Florbela Espanca. Fosse o mar uma planície...

Beijo, Verônica

Sol da meia noite said...

Belo soneto, minha amiga, onde falas da inconstância da vida... do partir, do esperar...

Um dia feliz, te desejo :-)


Beijinho *

ana p roque said...

O livro é muito interessante Verô,
vale a pena ler,até pela forma impressionante como o autor faleceu...

Tens razão,nossa amizade está para além daquilo e não tem fronteiras.

Bom fim de semana amiga.

Beijo.

José said...

Olá Verónica,
que lindo soneto falando do mar, e a nostalgia que em cada dia teima em ficar.

tenha um bom final de semana.
um beijo

adrianeites said...

gostei ..

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO said...

Olá, Verônica, menina querida!
Sabe o quanto gosto de sonetos? É a minha forma poética preferida! E o seu é simplesmente lindo!
Estou aqui para agradecer-lhe a sempre gentil visita, que eu, relapsa, nunca, retribuo, e, por isso, me desculpo.
Tenha um lindo dia!
Beijos, pessoa de quem gosto tanto,
Renata Maria

Mariana said...

Vim conhecer a menina do Rio e fiquei maravilhada pelos poemas.
Adorei.
bjs

ana p roque said...

Verô,faço gosto em te ter comigo
neste círculo,se quiseres aceitar claro.

Círculo Cultural e Artístico da Lusófonia
http://circularluso.ning.com/profile/AnaPaulaRoque

Beijo

Agulheta said...

Verónica.Um belo soneto embora um pouco tristonho como as folhas de Outono,mas quem escreve sabe como os seus pensamentos estariam na hora,outonais ou primaveris...mas gostei muito.
Beijinho no teu coração e bfs. Lisa

mundo azul said...

__________________________________


...belos e tristes os seus versos, amiga!


Beijos de luz e o meu carinho!!!


___________________________________

adenilson said...

q bom q gostou do videolá
admiro muito suas poesias
seus pensamentos
sempre inteligente e poeticos de uma forma clássica e contemporânea ao mesmo tmpo. . .deixando texto com ar de melancolia se tranformarem num ar d conforto, experiência e sabdeoria...
milhares d parabens
sucesso e vamo q vamo...de frente pro amar....o;;
feliz dia da nossa senhora da labirintite.
mais conhecida como VAN NUZA
ótimo fds.
e não sou do senado, nem da câmara mas voltamos do recesso....
abraço

Pena said...

Magistral Poetiza Amiga:
"...Ah, quanta saudade, doce encanto!
partistes como folhas que soltas ao relento
espalham o sal de teus beijos ao vento.."

Um instante de bela e deliciosa magia poética. Soberbo, este "De frente pro Mar".
Perfeito, amiguinha doce.
Parabéns pelo seu genial sentir.
É sempre uma delícia lê-la.
Uma honra que me concebe de doçura e ternura da sua Alma gigante de fazer versos admiráveis e fabulosos.
Com imenso respeito e estima sincera.
Beijinhos amigos.


É sublime na sua "Arte" fantástica.
Adorei, amiga preciosa.

poetaeusou . . . said...

*
lembrando a Eneida
de frente pró mar
algo me acalma
é o Recantos da Alma
que vai publicar
a Verónica Almeida,
,
conchinhas de boa sorte,
,
*

Duarte said...

Como eu, de frente para o mar, esse mar imenso que nos beija os pés, a duo, e que nos enche de nostalgia.
Continuo sem saber nada do teu livro. Estou no Porto, saio para Valência na próxima segunda feira. Ainda estarei a tempo de o poder comprar?
Beijinhos com sabor a Oceano

Sandra said...

BOM DIA PARA VOCÊ!

QUE ESTE DIA SEJA MUITO LINDO.
VAMOS ABRIR OS PRESENTES DA CURIOSA.
PASSE LÁ NO BLOG: UMA INTERAÇÃO
http://sandrarandrade7.blogspot.com/
Será uma grande alegria, abir aos poucos os presentes recebidos.
Vamos nessa!!!

Com muito Carinho
Sandra

Léo Metallica said...

O mar novamente nos trazendo palavras de saudade.

Assim como a brisa tem seu cheiro forte... vem impregnado de saudosísmo e coisas antigas.

O Mar tem seus encantos poéticos... com certeza.

Direto do Rio.
Beijos.

Graça Pereira said...

O mar foi cenário para este soneto tão lindo e o coração, fêz o resto. Beijo Graça

M@ said...

________aaaaa__________aaaaa
______aaaaaaaaa_______aaaaaaaaa
_____aaaaaaaaaaaaa__aaaaaaaaaaaaa
___aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa______aaaa
__aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa________aaaa
_aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa________aaa
_aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa______aa
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa____aaa
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa___aaa
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa__aaa
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa_aa
_aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa_aaa
__aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
____aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
______aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
________aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
__________aaaaaaaaaaaaaaaaa
____________aaaaaaaaaaaaa
______________aaaaaaaaa
________________aaaaa
__________________a amizade por VOCÊ!


Amiga estou fazendo anos por isso estou a convidá-la a ir ao meu aniversário.
Beijinhos
Manuela

Ava said...

Menina... Menina... Não temos mar por aqui...

Mas a simples menção de tal visão, realmente nos pôe a sonhar...

Sanhar com a volta de nossos sonhos... Porque os sonhos jamais deveriam ir embora...

Mas vão... nossos doces sonhos... sonhados...desejados..amados...

E olhar o mar... o horizonte, um por-do-sol, as flores... tudo é motivo para essa doce saudade...


Até eu já estpou a suspirar por aqui...rs



Beijos no coração!

Carla said...

de frente para o mar estou muitas vezes à minha espera...lindas palavras
beijo e bom fds

Emanuela said...

Ah, poetisa amiga! Lindas as tuas palavras! Parabéns!

Beijinhos e bom fim de semana

EDUARDO POISL said...

"Que seja eterna a vitória dos seus dias,
mesmo quando eles lhe derem
a impressão de fracasso.
E nunca se esqueça que atrás das nuvens
sempre existirá sol."

(desconheço o autor)

Hoje passando para desejar um lindo final de semana com muito amor e carinho
Abraços do amigo Eduardo Poisl

rosa dourada/ondina azul said...

Poema de encanto e saudade...



Beijo com carinho,

citadinokane said...

Oi Verônica!
Como é bom ver gente com tanto a dizer... é muito bom, mesmo!
Parabéns pelo livro e continue escrevendo, ok?
abraços,
Pedro

Nilson Barcelli said...

Gostei tanto do teu soneto querida amiga. Parabéns pela qualidade literária da tua poesia.
Beijo.

Goldfinger said...

Olá Verónica

Se pensa que a esqueci, está muito enganada. Cruzo-me consigo algumas vezes pela Net. Apenas vou alimentar o meu blog e pouco mais.

Os amigos nunca se esquecem.
Ah, e de frente para o mar estou eu diariamente, nesta Baía bem sereno.

Beijinhos e bom domingo.

António

Edimar Suely said...

Senhor, eu vos dou graças porque estais presente em mim, nas pessoas que amo, na Igreja e no mundo inteiro.

Agradeço-vos por tudo o que me aconteceu neste dia e por todo o bem que se realizou no mundo.

Peço-vos perdão porque não fui capaz de amar todas as pessoas como tu amas, nem me coloquei gratuitamente ao serviço dos outros, especialmente dos mais necessitados, sem esperar nenhuma recompensa.

Perdoai também, Senhor, todos aqueles que hoje só viveram para si mesmos e vos desprezaram na pessoa dos doentes, dos velhos, das crianças indefesas, daqueles que não têm proteção alguma.

Fazei, Senhor, que estes que sofrem tantas injustiças encontrem alguém que se interesse por eles, que os defenda e os ajude até que as pessoas aprendam a viver como irmãs.

Que o vosso mandamento do amor seja vivido por todos e que acabem a exploração, as injustiças, as guerras, e toda ganância que divide e escraviza tanto as pessoas.

Abençoai meu repouso, Senhor, e que amanhã eu acorde para uma vida nova, sendo um instrumento de vosso amor. Amém.

Lindo seu soneto, apesar de ser um tanto o quanto melancólico. Gostei.

Um lido domingo e muita paz em sua vida.

Smack!

Edimar Suely
jesusminharocha2.zip.net

~*Rebeca e Jota Cê *~ said...

Verônica,

Você escreve delicadeza e nós sentimos suavidade.

Lindo demais seus versos.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Sandokan said...

"Era uma vez quatro velas que estavam queimando calmamente...
O ambiente estava tão silencioso que se podia ouvir o diálogo que travavam....
- Eu sou a paz!
Apesar da minha luz as pessoas não conseguem manter-me, acho que vou apagar.
E diminuindo, devagarinho, apagou-se totalmente.

A segunda disse: - Eu sou a fé!...
Infelizmente sou muito fraca. As pessoas não querem saber de Deus. Não faz sentido continuar queimando.
Ao terminar de falar, bateu um leve vento e apagou-a.

Baixinho e triste a terceira vela se manifestou: - Eu sou o amor!...
Não tenho mais forças para queimar. As pessoas me deixam de lado, só conseguem enxergar-se, esquecem-se até daqueles à sua volta. E, num piscar de olhos, apagou !!!

De repente... Entrou uma criança e viu as três velas apagadas.
- O que é isto? Vocês deviam queimar até o fim. Dizendo isso começou a chorar.
Então a quarta vela disse: - Não tenhas medo criança. Enquanto eu ainda queimar podemos acender as outras velas... Eu sou a esperança!

A criança com os olhos brilhantes pegou a vela que restava e acendeu as demais"

QUE A VELA DA ESPERANÇA JAMAIS SE APAGUE DENTRO DE VOCÊ!

utopia das palavras said...

Sempre de frente pro mar, para que o mar me veja...!
Um soneto forte e com um título muito bonito, Verô!

Beijinho, regressado do mar

O Sibarita said...

Partiu foi? Ah bom... kkkkkkkkk

Eita moça retada, poema porreta, mas, nem sempre partida é tristeza né não?kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bjs
O Sibarita

Jac C. said...

Falar de saudade...
De quem se foi e esperamos que volte...
é sempre difícil.
Belo poema!

bjs,
Jac. C.
http://abcdejac.blogspot.com

tossan® said...

A tristeza faz parte da poesia...faz parte da existência. belo poema!

O Árabe said...

Lindos, amiga... poema e foto! Boa semana, fica bem.

tibeu said...

Olá Verónica
Tudo bem contigo?
Eu gostava de oter um livro teu com uma dedicatória, será possivel, pagarei directamente ou no acto da entrega, como queiras. bj e volta sempre ao meu cantinho

Secreta said...

De frente para o mar , os sonhos...

Mário Margaride said...

Um belo soneto querida amiga.
Triste, mas belo.

Fico muito feliz, pelo teu livro estar finalmente publicado.
As maiores felicidades te desejo.

Beijinho grande, e uma boa semana.

Mário

Deni Maciel said...

de front pro maaar...
quando atualizaaaarr...
é só me avisaaaar..

abraços
ótima terça/quarta
=]

Helena Paixão said...

Amiga, você faz magia com as palavras! Um encanto este soneto.

Beijinhos querida

Pena said...

Fabulosa Poetiza Amiga:
"...A cantar doce, a cantar prantos
cantarei um canto sonoro e triste
e a alma entoa nessa voz que existe

Ah, quanta saudade, doce encanto!
partistes como folhas que soltas ao relento
espalham o sal de teus beijos ao vento..."

Delicioso. Soberbo de talento harmonioso e beleza poética.
Um poema perfeito numa autora perfeita.
Extraordinário versejar doce.
Parabéns sinceros, admirável amiguinha de sonho. Adorei! Fantástico.
Com respeito e sempre a tê-la na maior significação e encanto.
Beijinhos amigos a uma poetiza genial que é.

pena


Linda...!
Bem-Haja pela notabilidade do seu sentir.

Maria Clarinda said...

Adorei este teu soneto...está lindo!
Voltei!
Jhs mil

Kotta said...

Adoro a sua poesia é um miminho para a minha alma. Bjo.

Luma said...

Ah, gostei disso!!

"espalham o sal de teus beijos ao vento"

Bom dia, menininha!!

Beijus,

Oliver Pickwick said...

Lirismo e beleza extraídos da melancolia. Façanha possível apenas aos verdadeiros poetas.
Depois de um intervalo, estou de volta.
Um beijo!

P.S.: Obrigado pelas palavras deixadas no Orkut. O meu Orkut anda abandonado, mas de vez em quando passo por lá.

Olavo said...

Magestoso! Uma leve tristeza tomou conta do meu olhar.
beijos garota

mixtu said...

mirando o mar
sinto saudades
do beijo
do cheiro
de ti

saudades como o marinheiro que anda no mar
e não vê terra há muito

de frente pro mar...

abrazo europeo

Zeze said...

Olá Amiga

Afinal o Mar é a única coisa que nos separa, estes Povos irmãos

Beijoka

Daniel Costa said...

Verónica


Sempre profundamente poetisa, como sempre achei, como adoro a imagem do mar como fundo, embora ténue.
Beijos
Daniel

Pena said...

Maravilhosa Poetiza Amiga:
"Recantos da Alma" um livro a reter. Estou curioso. Deve ser notável, pela linda(cada vez mais - Desculpe!) e fabulosa poetiza terna que deve provocar no leitor encantos mil. O seu lindo encanto.
Sempre a admirá-la.
Espero com carinho, calmamente.
A fascinante pessoa que é, só pode desencadear ternura, pureza e beleza.
Respeitoso e cordialmente,
Beijinhos enormes de amizade.

pena

Deni Maciel said...

hehehe proc v...
quando atuaizar grite viu ?
abraço.
ótimo Fds.
se cuida.
e se alguem te parar na rua
querendo q vc siga jesus...
apenas diga Hoje não..nem tenho twitter *-*

Lilá(s) said...

Beleza e suavidade encontrei aqui!
Um pouco triste mas lindo.
Bjs

SAM said...

Saudades! Ah, saudades! E estou de ti.


Lindo fim de semana, minha querida. Beijos

Edimar Suely said...

•.¸¸.•*?*•.¸¸.•*?*•.¸¸.•*?*•.¸¸.•* A amizade foi criada por dois anjos Que quando vieram para a Terra Estavam se sentindo sozinhos E o destino os colocou juntos Para que pudessem compartilhar um caminho Ajudando um ao outro a romper barreiras E comemorar os sucessos;•• Esses anjos se tornaram amigos E deram a este sentimento um valor real Mostrando aos demais que a amizade Quando verdadeira, é possível Por isso venho lhe dizer que você é um anjo Que o destino colocou em meu caminho BOM FIM DE SEMANA •.¸¸.•*?*•.¸¸.•*?*•.¸¸.•*?*•.¸¸.•*

Lindo seu poema e a imagem também. Gosto de fotos com o mar.

Um domingo lindo e paz em seu lar.

Smack!

Edimar Suely
jesusminharocha2.zip.net

Alvaro Oliveira said...

Olá Amiga

As minhas desculpas pela minha ausência, pois devido a problemas
de vsão, me vi obrigado a reduzir drasticamente o tempo no PC. Estou
aguardando cirurgia e depois disso, creio que será diferente.
Quero ainda in formá-la que devido a ocorrências estranhas, me vi obrigado a eliminar o meu espaço
hi5, dado que um dia abri o espaço e verifiquei que haviam deletado
quase todos os meus amigos naquele espaço (inclusivé vc tambem). Então
desmoralizado e revoltado, acabei com aquilo de uma vez por todas.

Adorei este seu lindo soneto.

O meu obrigado pela sua visita.

Beijinhos

Alvaro

zezinho said...

"A cantar doce, a cantar prantos
cantarei um canto sonoro e triste
e a alma entoa nessa voz que existe.."Que lindo querida uma maravilha adorei..E ai como esta?Muito sucesso e sorte em tua vida e suas meninas beijo...

maresia_mar said...

Lindo lindo, mesmo triste é um regalo para a alma.

Um beijo com sabor a outono e castanhas assadas

O Sibarita said...

ô Fia que mal lhe pergunte, você esá igual a mim que sou baiano com preguiça de escrever, é? Humm... kkkk

Ah sei ta na rede olhando os movimentos das nuvés, né não? kkkkkkkkkkkkkkk
bjs
O Sibarita

FERNANDA & POEMAS said...

QUERIDA VERÓNICA, A NOSTALGIA TAMBÉM FAZ PARTE DA VIDA AMIGA, MAS O SONETO É LINDO... ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Duarte said...

Como sempre, àquilo que me tens habituado, excelente soneto!...
Assim com os olhos no mar, foi como permaneci quase dois meses desde Tróia a Viana, por lá andei... São Martinho do Porto, Nazaré, Miramar, Vieira, Figueira da Foz, Ofir, Matosinhos, Angeiras... muito mar e cheiros diversos dessa maresia tão peculiar.

Um grande abraço e a minha admiração

O Árabe said...

Doces versos... sentida saudade. Boa semana, Menina!

adenilson said...

o muLher
e as vendas dos livros?
como tá?
se tá boa?
...
abraços e ótima kuartaaa...dps do
dia mundial sem carro...
e feliz dia mundial sem dinheiro...
ngm gasta no dia de hoje eeimmm
*-*

Pena said...

Fabulosa Amiga Poetiza:
Admiro-a por criar instantes belos e puros da doce poesia.
Maravilhoso.
Parabéns pela extraordinária sensibilidade poética latente e nascida consigo.
Com admiração...
Beijinhos amigos...
Com constante pureza

pena


Adorei!
Bem-Haja, Enorme Amiga Poetiza de sonho.

adenilson said...

passo por dezenas d blogs
e q falam d amor até.
mas nenhum consegue falar com tanta simplicidade e poesia como vc.
seja um texto mais triste
seja um texto mais auto ajuda
seja um tezto mais alto astral...
vc sempre se supera...
tá lindo...
um abraço.
ótima quinta.
e lembre-se.
Dizer a verdade é igual exame de próstata....pode doer...ferir...mas é pro bem da vítima...ops pessoa . ..
e quem planta maconha...dá CANA...
xD~
Fui.se não apanho de tanto escrever bobagis